Últimos assuntos
» Ana Patrícia Fernandes
Seg Dez 14, 2015 8:07 am por katiac

» Ana Patrícia Fernandes
Qua Out 28, 2015 8:38 am por anapatricia

» Ana Patrícia Fernandes
Qua Out 28, 2015 8:32 am por anapatricia

» Responda as questões abaixo.
Sex Set 25, 2015 11:08 am por luciana.ribeiro

» ATIVIDADE DO MODULO II
Ter Set 15, 2015 10:47 am por jilvana


Responda as questões abaixo.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Responda as questões abaixo.

Mensagem por MaikeZaniolo em Ter Jun 30, 2015 2:22 pm

a)  Cursista,  você  já  pensou  a  respeito  do  fato  de  como  nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?
b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?

Para acessar o modulo Clique aqui.
avatar
MaikeZaniolo
Admin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 18/06/2015
Idade : 30

Ver perfil do usuário http://aee-juina.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Francisca Vieira da Leite

Mensagem por mirlene em Qui Jul 02, 2015 11:11 am

a) Cursista, você já pensou a respeito do fato de como nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?

Partindo desse contexto, surgiu o interesse de conhecer a realidade do processo de inclusão educacional das
pessoas com necessidades especiais problematizando o racismo e os processos de discriminação sociocultural, a questão da diferença na educação, por meio de estudos recentes que focalizam os campos das relações étnicas, geracionais, de gênero, assim como das diferenças físicas e mentais.

mirlene

Mensagens : 9
Data de inscrição : 22/06/2015
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Francisca Vieira da Leite

Mensagem por mirlene em Qui Jul 02, 2015 12:48 pm

b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?

As pessoas deficientes tem como qualquer outra, a capacidade de aprender,desenvolver,criar e construir conhecimento, a menos que a deficiência tenha comprometido de forma irreversível parte do cérebro ligada a mecanismos que envolvam a inteligência , a cognição. Até mesmo as pessoas com deficiência mental ou outras que retarda seu desenvolvimento, pode adquirir outros tipos de inteligência, aprender musica, canto ou outra atividade que os levem a ampliar suas aprendizagens ao longo da vida.


mirlene

Mensagens : 9
Data de inscrição : 22/06/2015
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Marcielli

Mensagem por marcielli em Dom Jul 05, 2015 5:01 pm

a) Cursista, você já pensou a respeito do fato de como nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?
sim, percebi melhor esse aspecto depois que iniciei na sala de recurso, antes não tinha esta visão tão ampla do preconceito que rodeia.
Os estudos atuais que abordam as diferenças físicas e mentais são vagos, pois alem de pessoas com deficiência a também as com deficiência que sofrem preconceito racial, sexual, étnica e a poucos dados e estudos sobre esses assuntos .
b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?
toda pessoa com ou sem deficiência tem direito de se capacitar, mas sabemos que a grande maioria sofre preconceito em casa ou na escola e se retrai com medo e vergonha das suas limitações.
No ambiente de serviço tento quebrar barreira através de orientações aos alunos, diálogos palestas com os familiares docentes e coordenação, atividades de inclusão com os colegas.
Em alguns casos o preconceito faz com que a autonomia seja quebrada e a liberdade vedada e os que lutam pelo direitos muitas vezes só os consegue através da justiça que faz valer os seus diretos.

marcielli

Mensagens : 3
Data de inscrição : 18/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mirlene

Mensagem por mirlene em Seg Jul 06, 2015 12:14 pm

a) Cursista, você já pensou a respeito do fato de como nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?
R- A maneira de agir das pessoas que vivem e convivem em cada grupo social, seus valores e crenças definem determinados conceitos e preconceitos sobre o diferente. Cada sociedade possui uma forma de tratamento à pessoa com deficiência, por falta de conhecimento e por estabelecer seus próprios padrões de normalidade, em muitos destes grupos sociais a deficiência era considerada como anormal.Penso que as vezes o mundo capitalista em que vivemos requer um trabalhador cada vez mais qualificado, ocasionando o aprofundamento das desigualdades sociais e a ampliação do desemprego, o que gera disputas acirradas para garantia de vagas no mercado de trabalho.
b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?
R- Sabe-se que nossa sociedade esta organizada de forma que as oportunidades e os melhores cargos são para as pessoas que obteve mais oportunidades, ou tem um padrinho que indica.Portanto sabemos que a constituição diz que uma porcentagem das vagas de emprego sejam reservadas para deficientes, porem nem todas empresas cumprem com essa legislação, por isso as vagas não são disponibilizadas por acreditar que o mesmo não tenha capacidade para exercer o cargo e quando disponibilizam essas vagas são somente para ter descontos em seus impostos e não para cumprir a lei.No meu ponto de vista as pessoas com deficiência só terão voz e vez, a partir do momento que adquirirem conhecimento, e fazer valer as leis que os ampara, vencer suas particularidades e limitações. Sabe-se que só assim cada pessoas possa conhecer sua potencialidade e vencer os desafios que o cerca, ou quando estiver preparado para enfrentar os grandes paradigmas que vêem em seu caminho, sentira com mais confiança , autonomia e auto estima.

mirlene

Mensagens : 9
Data de inscrição : 22/06/2015
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por katiac em Ter Jul 07, 2015 9:36 am

a) Cursista, você já pensou a respeito do fato de como nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?
Ainda a um pensamento onde achamos que somos capaz de julgar o que uma pessoa com deficiência pode ou não fazer, e vemos que eles quando estimulados de maneira positiva vão além de nossa imaginação superando barreiras e nos mostrando que eles podem mais basta ter oportunidades certas.


b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonizo e autonomia?
Trabalho de maneira continua mudo de estratégias e procedimento para ver o que eu alcanço, se algo der errado eu tento novamente e depois mudo a maneira de trabalhar e o recurso sempre levando em conta o interesse do aluno. Converso com a família para trocarmos idéia do que devemos fazer. Trabalho constantemente modificando meu planejamento pois nem sempre o que faço da certo.

katiac

Mensagens : 9
Data de inscrição : 20/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por marilene.souza em Ter Jul 07, 2015 7:43 pm

a) Cursista, você já pensou a respeito do fato de como nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?
O texto nos ralata que nos enganamos muitas em acreditar que a cultura tem apenas uma face, quando ao contrário, não existe sociedade sem cultura, toda sociedade tem sua cultura e seus costumes o que cabe a cada um conhecer e respeitar. O conceito de cultura é bastante complexo, essa rede engloba um conjunto de diversos aspectos, como crenças, valores, costumes, leis, moral, línguas, etc. Nesse sentido, podemos chegar à conclusão de que é impossível que um indivíduo não tenha cultura, afinal, ninguém nasce e permanece fora de um contexto social, seja ele qual for. Também podemos dizer que considerar uma determinada cultura, como um modelo a ser seguido por todos é uma visão extremamente etnocêntrica.
b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?
A educação escolar não pode continuar a deixar-se ser palco onde a convivência com a diferença, muitas vezes mascarada de uma falsa inclusão, seja de fato, berço dos preconceitos velados. É indiscutível a dificuldade de efetuar mudanças, ainda mais quando implicam novos desafios e inquestionáveis demandas socioculturais, para incluir todas as pessoas, a sociedade deve ser modificada, devendo firmar a convivência no contexto da diversidade humana, bem como aceitar e valorizar a contribuição de cada um conforme suas condições pessoais.

marilene.souza

Mensagens : 3
Data de inscrição : 24/06/2015
Idade : 38
Localização : Cotriguaçu

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

MARLEI VIEIRA

Mensagem por marlei.costa em Qua Jul 08, 2015 11:08 am

A- Sim já pensei e continua a pensar constantemente, pois o contexto em que as pessoas vivem e são criada influencia no seu modo de enfrentar os desafios que a vida apresenta e na forma como vê as diferenças, como vai tratar as pessoas com deficiência, que ao longo da história sofreram e ainda sofrem todo tipo de preconceito e discriminação e muitas vezes são excluídas de seus direitos e não reagem por falta de conhecimento. Então a forma como nos organizamos influencia diretamente nas outras pessoas do nosso convívio, pois vivemos em sociedade, onde um depende do outro para sobreviver, não somente as pessoas com deficiência mas todos.

B- Sempre garantir os direitos adquiridos e conquistado ao longo da história das pessoas com deficiência, pois todos tem direito de ser atendidos dentro de suas particularidades e habilidades especificas.

marlei.costa

Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/06/2015
Idade : 39

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por helena.lopes em Qui Jul 09, 2015 10:35 am

A-Nossos ancestrais se baseavam na vivência com os animais. Que são intolerantes quando se trata do diferente, é raro ver um animal conviver bem com outro de outra especie, talvez venha daí a intolerancia com os diferentes de maneira geral. assim como nos procuramos seguir os passos de nossos pais assim tambem eles vieram cultivando essa cultura de intolerança durante todos esses anos de existência. Em relação às pessoas com deficiências, a realidade não tem sido diferente por muitos anos foram conciderados como uma raça inferior que as familias foram castigadas por algum pecado cometido e tivera aquela pessoa como forma de castigo. Por isso nada mais normal para uma sociedade que vivia de aparências esconderem esse fato visto que seriam criticados ou não aceitos pela sociedade que os responsabilizaria pela quebra na egemonia social. Com isso, negou-se à pessoa com deficiência o direito de constituir- se e ser constituído sujeito de sua história, vivendo como animais que não pensam não têm gosto nem direitos. Anos mais tarde depois de muitos estudos e das transformações sofridas pelea sociedade tornando_ ¬¬a mais flexivel. Criaram-se movimentos e reformas e o governo resolver criar uma lei onde a educação é direito de todos (Art.205). Não abrindo espaço para quaisquer exceções baseadas em possíveis distinções, fundamentadas em diferenças relacionadas a condições físicas, intelectuais, sociais, emocionais, econômicas, linguísticas, culturais ou outras. Ai surgiu á segregação que se tem dado por meio de uma inclusão sem a garantia de direitos. pela frágil qualificação dos professores, por uma educação especial focada no problema deficiência, que Sem o apoio de um proficional para nos orientar e até mesmo medicar Certas crianças é impossivel fazermos com que eles se desenvolvam na sua totalidade. Uma educação especial que ainda mantém os alunos com deficiência segregados no interior da escola sem usufruir dos seus direitos que é um esino diferênciado com uso de materiais de apoio e cuidados especiais para que a sua permanencia possa ser agradável.
B-
A voz e a vez.
Surguiu então o sistema de inclusão de deficientes nas empresas e apesar de não ser ainda um sistema abrangente mais já é uma grande vitória para os deficiêntes que não teriam condições de concorrerem com igualdade com os demais. O que falta pra eles terem voz e vez é o conhecimento das leis que os amparam e a exigência para que elas sejam cumpridas, não só no aspecto do trabalho mais na assessibilidade e no direito a aposentadoria e outros mais. Só assim as pessoas vão ter mais segurança para lutar pela qualidade de vida que é direito de todos.

helena.lopes

Mensagens : 4
Data de inscrição : 25/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por sandraregina em Qui Jul 09, 2015 10:32 pm

1-sim, já pensei e vejo que o ambiente da escola e também os outros locais públicos nem sempre estão preparados para lidar com as pessoas com deficiências,há muito preconceito e discriminação entre as pessoas, principalmente na escola os alunos que apresentam alguma deficiência são olhados como incompetente por muitos, ainda bem que alguns estão aceitando e até tentando auxiliá-los, isto é o ponto positivo que vejo acontecendo na minha escola, mas ainda precisa avançar muito para que sejam tratados de igual para igual. A discriminação e o preconceito esta enraizado nas pessoas por isso será um trabalho muito longo para avançar neste ponto.

sandraregina

Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por sandraregina em Qui Jul 09, 2015 10:45 pm

2-Para garantir a voz e a vez para as pessoas com deficiência vejo que o caminho é aceitá-los como são, sempre respeitando o seu limite e nunca pensar que não são capazes de aprender, demonstrar isso com os colegas no dia-a-dia, sempre mostrar que eles são capazes para que aos poucos conquistem a autonomia .

sandraregina

Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vanderlei Flauzino

Mensagem por vanderleiflauzino em Seg Jul 20, 2015 8:29 am

A: Cursista, você já pensou a respeito do fato de como nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?

R-A: Sim , e vejo o quanto somos decadentes a este respeito ,e se todas as pessoas tivesse o acesso à educação de qualidade, respeitando a diversidade e as habilidades individuais um dos outros sem preconceitos a deficiência do outro , acredito que teríamos uma uma sociedade mais humana e livre de preconceitos e descriminação .

B: Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?

R-B: Tratando a de maneira normal , mostrando a essas pessoas seja qual for sua deficiência que elas tem como qualquer outra pessoa a capacidade de aprender,desenvolver ,criar e construir conhecimento e também mostrando os direitos que ambos tem dentro de suas limitações .

vanderleiflauzino

Mensagens : 2
Data de inscrição : 19/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Francisca Vieira da Leite

Mensagem por chiquinha em Seg Jul 20, 2015 2:09 pm

teste por maike

chiquinha

Mensagens : 5
Data de inscrição : 22/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mirlene

Mensagem por mirlene em Seg Jul 20, 2015 2:10 pm

teste para maike

mirlene

Mensagens : 9
Data de inscrição : 22/06/2015
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por suelemohr em Dom Jul 26, 2015 11:29 pm

a) Cursista, você já pensou a respeito do fato de como nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?

Sim, desde que iniciei o trabalho na área da educação especial, vejo que algumas pessoas disfarçam não ter preconceito, e as vezes o preconceito parte do próprio aluno, e vejo também que melhorou muito de uns tempos pra cá.

b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?

Acho que o direito de todas as pessoas com necessidades especiais, de uma educação adequada, trabalhar, e conviver em sociedade.

suelemohr

Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por clementina em Seg Jul 27, 2015 7:13 pm

a) É necessário, como formas de enfrentamento dos preconceitos e estereótipos existentes no ambiente educacional, ações em políticas públicas voltadas à formação inicial e continuada dos educadores, buscando uma educação que estimule as potencialidades de seus educandos e que assegure o aprendizado sem ignorar a pluralidade dos alunos reais existentes nas escolas.

clementina

Mensagens : 4
Data de inscrição : 20/06/2015
Idade : 42

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por clementina em Seg Jul 27, 2015 8:43 pm

b) É importante estudos e ações que enfoquem a educação e as necessidades educacionais dos estudantes, bem como informações à comunidade escolar sobre as deficiências e a busca de estratégias que propiciem e focalizem o aprendizado e o pleno alcance das potencialidades e não a suas limitações, buscando a autonomia dos alunos, através da parceria entre escola regular e sala de recursos, quando necessário, e de debates envolvendo todos os atores do processo educativo: educadores, funcionários das escolas, alunos e seus familiares. Esse processo não é fácil, mas é necessário e urgente, sobretudo em uma época que nos desafia a ampliar a prática de uma educação que atenda verdadeiramente a todos os alunos.

clementina

Mensagens : 4
Data de inscrição : 20/06/2015
Idade : 42

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por ivoneschmidt em Ter Jul 28, 2015 7:03 pm

Cursista, você já pensou a respeito do fato de como nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?

QUESTÃO - A
A partir das leituras feitas neste módulo, percebemos que na maioria das vezes, os espaços que ocupamos estão organizados, politicamente, para pessoas que não possuem uma necessidade especial, que conseguem se movimentar normalmente. Sendo assim, uma sociedade que não enxerga as diferenças ou busca soluções para atender a todos sem distinção, não respeita as individualidades e, quase na sua totalidade são os ditos “normais” que rotulam as pessoas com necessidades especiais, não dando espaço para as mesmas terem voz e vez. Buscam a luz de sua própria ideologia o que proporcionar para as mesmas, sem ouvi-las. Portanto, a luta contra a desigualdade não é um movimento simples, pois dependendo do olhar, maneira de organização política do momento, essa questão poderá ficar mascarada e causar mais exclusão ainda. Por este fato podemos agir de forma discriminatória segundo o tempo e espaço ao qual estamos inseridos.
Carvalho afirma que “É preciso ver-olhar-admirar o outro [...]como ser humano denso de beleza e ávido por projetar para a vida plena ..” Ou seja, precisamos em nosso dia-a-dia buscar respeitar, olhar e garantir a todos o direito de se manifestarem e conviverem de acordo com suas possibilidades e especificidades, sem ficar rotulando, ou seja, buscar incluir, recebendo de forma natural aqueles que possuem uma necessidade diferenciada de outrem, facilitando seu percurso com recursos que lhes são garantidos, como pessoa plena de direitos e deveres a serem cumpridos.

QUESTÃO - B
b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?

Buscando de forma eficaz atender às suas necessidades, acolhendo estas pessoas de forma a terem acesso ao currículo, às atividades de aprendizagem, aos métodos, e as técnicas que estão ao nosso alcance, e procurando desenvolver outras que na prática não nos são oferecidas, visando a promoção do aprendizado e do desenvolvimento dos mesmos. Com isso visando sempre a busca de resoluções e soluções, por parte dos mesmos, buscando sua autonomia, o que representa um caminho para uma vida plena, na sociedade da qual está inserido.

ivoneschmidt

Mensagens : 5
Data de inscrição : 26/06/2015
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ana Patrícia Fernandes

Mensagem por anapatricia em Ter Ago 11, 2015 9:52 am

a) Cursista, você já pensou a respeito do fato de como nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?
sim, percebi melhor esse aspecto depois que iniciei o curso de Psicologia juntamente com os atendimentos da sala de recursos. Realmente o preconceito ainda é muito grande e ainda falta muita estrutura para que todas as pessoas com deficiência sejam atendidas em todos os aspectos de forma adequada.

b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?
Buscando atender às suas necessidades, tento quebrar barreira através de orientações aos alunos e aos pais, diálogos e atividades de inclusão com os familiares, docentes, discentes, coordenação e direção.

anapatricia

Mensagens : 9
Data de inscrição : 09/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por eliane.moraes em Qua Set 09, 2015 5:26 pm

MaikeZaniolo escreveu:a)  Cursista,  você  já  pensou  a  respeito  do  fato  de  como  nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?
b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?Eu vejo que as pessoas portadoras de necessidades especiais são capazes de muitas conquistas,basta sua força de vontade,as descriminação que as vezes rotula o individuo, com as formas e gestos como é visto essas pessoas,mas ainda há aquelas que enxergam diferentes que conseguem superar,inclusive na área de trabalho conheço muitos que são mais capazes do que pessoas sem esse tipo de deficiências

Para acessar o modulo Clique aqui.

eliane.moraes

Mensagens : 11
Data de inscrição : 18/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por eliane.moraes em Qua Set 09, 2015 5:28 pm

b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?Eu vejo que as pessoas portadoras de necessidades especiais são capazes de muitas conquistas,basta sua força de vontade,as descriminação que as vezes rotula o individuo, com as formas e gestos como é visto essas pessoas,mas ainda há aquelas que enxergam diferentes que conseguem superar,inclusive na área de trabalho conheço muitos que são mais capazes do que pessoas sem esse tipo de deficiências

eliane.moraes

Mensagens : 11
Data de inscrição : 18/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

JILVANA SILVA FREIRE

Mensagem por jilvana em Ter Set 15, 2015 9:53 am

QUESTÃO A
A maneira como se organizou a cultura,surgiu uma consciência grupal que de certa maneira,interferiu no modo de pensar e agir da sociedade.
Surgindo assim o preconceito e a discriminação.
Para que se quebre essa separação crucial do preconceito é preciso mudanças,buscando uma ação participativa,para dar a esses indivíduos,
uma emancipação para sua autonomia na sua vida em sociedade.
QUESTÃO B
É preciso rever se o conceito de voz e vez,das pessoas com deficiência está realmente acontecendo.Pois atualmente o reconhecimento,o
direito a voz,e da autonomia é limitado.
Ainda não se pode concluir que a sociedade atual,não seja excludente,pois é necessário uma política de educação inclusiva mais eficaz,para que a pessoa com deficiência seja o sujeito de sua história.

jilvana

Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por marilda.feller em Ter Set 15, 2015 8:11 pm

a) Cursista, você já pensou a respeito do fato de como nos organizamos culturalmente e da maneira como esta organização pode ou não influir sobre as diferentes formas de preconceito e discriminação, pontualmente aqui, em relação às pessoas com deficiência?
R- Sim, Cada sociedade possui uma forma de tratamento à pessoa com deficiência, por falta de conhecimento e por estabelecer seus próprios padrões de normalidade, em muitos destes grupos sociais a deficiência é considerada como anormal. Vejo que ainda somos leigos a este respeito, e se todas as pessoas tivessem o acesso à educação de qualidade, respeitando a diversidade e as habilidades individuais um dos outros sem preconceitos a deficiência do outro, acredito que teríamos uma sociedade mais humana e livre de preconceitos e descriminação.
b) Em se tratando de garantir a “voz e a vez” das pessoas com deficiência, quais os elementos que falam mais forte no rumo que você dá às suas decisões no âmbito profissional, quanto à educação de pessoas com deficiência, para a conquista de seu protagonismo e autonomia?As pessoas especiais têm como qualquer outra, a capacidade de aprender, desenvolver, criar e construir conhecimento, a menos que a deficiência tenha comprometido de forma irreversível parte do cérebro ligada a mecanismos que envolvam a cognição. Até mesmo as pessoas com problemas mentais, podem adquirir outros tipos de inteligência, aprender musica, ou outra atividade que os levem a ampliar suas aprendizagens ao longo da vida.

marilda.feller

Mensagens : 2
Data de inscrição : 23/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Luciana*

Mensagem por luciana.ribeiro em Sex Set 25, 2015 11:08 am

A- Sim, pois para a sociedade temos que sermos todos normais, porém vem uma questão, o que é ser normal perante esta sociedade com grandes preconceitos, pois para muitos ser normal é ser igual a todos aquela vivem diante de uma determinada cultura, se você não se encaixa no modelo padrão que é exigida, você acaba sendo excluído da mesma. Talvez isso justifique tanto preconceito e tantas formas de discriminação.

B- Todas as pessoas com algum tipo de deficiência têm o direito á uma educação de qualidade respeitando assim as diversidades e as habilidades individuais, proporcionando o conhecimento através de intervenções pedagógicas e adaptadas, elevando também a autoestima destas pessoas para entrar em um mercado de trabalho, garantindo assim suas vagas que é de direito nas empresas publicas e privadas o emprego das pessoas com deficiência, no Brasil, está amparado pela Lei 8.213/91, também conhecida como lei de cotas. Essa lei obriga as empresas com 100 ou mais empregados a reservarem vagas para pessoas com deficiência, em proporções que variam de acordo com o número de empregados: de 100 a 200, a reserva legal é de 2%; de 201 a 500, de 3%; de 501 a 1.000, de 4%, e acima de 1.001, de 5%.

luciana.ribeiro

Mensagens : 2
Data de inscrição : 21/06/2015
Idade : 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Responda as questões abaixo.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum